top of page

Ambiente familiar e depressão

Você já pensou na importância do ambiente familiar para uma vida livre de depressão?


Lembre-se de como foi a sua infância, de como era o dia a dia na casa em que você morava. Como eram as relações entre os seus familiares, do que você se recorda, quais fatos mais lhe marcaram?


Há memórias de brigas, de desamparo, de abandono, de tristeza?


Pois é, estudos comprovam que um lar desajustado, sem apoio, sem harmonia, tende a favorecer o aparecimento de sintomas depressivos, tanto em crianças quanto em adultos. E que os adultos da família têm um papel fundamental de proteção do ambiente familiar, visando preservar o bem-estar de todos.


Os estudos que analisam o ambiente familiar de pessoas com depressão mostram que, com muita frequência, há nesse ambiente um sentimento de rejeição, problemas de comunicação entre os familiares, pouca demonstração de afeto e pouco suporte. Também são comuns atitudes de hostilidade, excesso de críticas e agressividade.


Se isso foi realidade na sua vida, na sua infância, não significa que você está fadado(a) a ter depressão, pode ficar tranquilo(a). As situações podem ser propensas ao desenvolvimento dela, mas a forma como cada um percebe, vivencia e sente a situação é o que lhe fará ter ou não depressão. A dor de algo que lhe machucou pode ser inevitável, mas o sofrimento por ela pode ser modificado, pode ser mais leve. Da mesma forma, não é porque você cresceu em um lar que sempre transbordou amor, amparo e carinho, que você nunca terá depressão.


É por isso que duas pessoas que cresceram na mesma casa, com a mesma família, reagem de forma diferente à situações semelhantes.


Você pode ressignificar a sua experiência, a sua percepção de vida. Pode também refletir o quanto você contribui para um ambiente harmonioso na sua casa hoje, como adulto(a).


Se você já viveu uma experiência de depressão, sabe o quão ruim ela é. Não é frescura ou “só” uma tristeza; nem sempre é possível resignificá-la sozinho(a). Busque apoio, busque ajuda.


Mude aquilo que lhe aflige. Por você, pela vida, por todos nós.



8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page