Já não é mais falado, já não é mais visto, talvez nem mais lembrado, mas ele existe – o passado.

Muitas vezes ele nos deixa marcas, como se fossem tatuagens, que podem ser em locais que não apareçam muito, mas estão lá.

Uma das formas de limparmos as dores que o passado possa nos trazer, é nos livrarmos dos arrependimentos, dos “eu deveria”, nos livrarmos de mágoas. De tudo que poderia ter sido dito, mas não foi, de tudo que nos machucou ou irritou, mas guardamos com um sorriso.

Sinceros “sinto muito” ou “agradeço” ou “perdoo” ou “perdão”, ajudam muito. Experimente colocar isso para fora. Que tal fazer uma carta de agradecimento? Ou de perdão? Ou um cordial visita de sinto muito, com um bolo ou um vaso?

Pense, sinta, experimente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *